segunda-feira, 20 de abril de 2009


Já chega, né? O filme/drama acabou. Fecharam-se as cortinas e não teve beijo no final. Eu já vi esse filme e não queria ter visto de novo. Segui o meu caminho com as minhas lindas amigas e fomos para um churrasco. E para o bar – que é lugar quente. E para outro bar. E para casa. E na manhã do dia seguinte o meu quarto estava rodando. Paaaaaaaaaaai!! Traz água para mim, pelamoooordedeus!! São 12h03 e eu olho para o celular. Ele não toca. Há dois dias e meio que ele não toca aquela musiquinha e eu já estou com a Síndrome do telefone que não toca. Junto com a ressaca, com as dúvidas e a angústia... Vocês imaginam a minha cara de feliz. No som, Amy de novo. E de novo e de novo e de novo. Vontade de chorar. E o quarto rodando. O relógio marca 14h32 e o telefone não toca. A ressaca me consome. E continuo deitada. Ligo para a amiga. Ligo para o amigo. Ligo para a outra amiga. Ta chegando a hora de ir para o bar dos solteiros encontrar outros solteiros. Mas eu não quero nem ir, nem ser. Mas eu vou. Porque eu sou.

3 comentários:

Elisa de Assis disse...

amiga :x
o mundo de lis nao existe a tempos.
skaposkaos, nao sabia que andava atualizando aqui.. ;)

Elisa de Assis disse...

e sobre o post anterior: sempre que a gente gosta de alguém, tudo o que a pessoa faz é menor, não é o que se espera. as vezes é verdade que não é suficiente, as vezes é da nossa cabeça... mas é assim com todo mundo.

"They say there's always someone in a relashionshiip who loves more Oh god I wish it wasn't me".

(L)

soltandooverbo disse...

E QUEM DISSE QUE IR PRO BAR DOS SOLTEIROS NÃO PODE SER COMPENSADOR? MALDITA MANIA HUMANA, DE SEMPRE DAR ÊNFASE ÀS COISAS RUINS. MAS OK, EU CONTINUO TE AMANDO.

BEIJOS NO CORAÇÃO MINHA PEQUENA